Pe. Gildásio faz encerramento da Visita Extraordinária de Portugal

No cumprimento do artigo 104 dos Regulamentos Gerais, o Reitor-Mor “estabelecerá para cada província uma visita extraordinária, conferindo ao visitador os poderes de jurisdição requeridos pela natureza da visita”. E foi na qualidade de Visitador Extraordinário que o Pe. Gildásio dos Santos Mendes, Conselheiro Geral do Reitor-Mor para a Comunicação Social, visitou a Província Portuguesa da Sociedade Salesiana de 1 de abril a 29 de maio de 2021.

Em todas as Presenças Salesianas explicou à comunidade os principais objetivos da sua visita: criar comunhão e unidade entre o Reitor-Mor e os salesianos e ao mesmo tempo verificar como são postas em prática as orientações emanadas do Capítulo Geral 28.

Encontrou-se com cada salesiano, individualmente. Reuniu-se com os membros da CEP, Coordenações, membros da Família Salesiana, Obras, falou com vários leigos colaboradores e com os jovens. Contactou com milhares de pessoas de norte a sul do país, e ainda com a Região Autónoma da Madeira e a Ilha de S. Vicente, em Cabo Verde. Foi recebido pelos Bispos diocesanos onde estão inseridas as várias Casas Salesianas tendo ainda, em alguns locais, reunido com as autoridades.

O “BOLETIM SALESIANO HOJE” divulgou cada uma das visitas à medida que estas se iam desenrolando, permitindo assim às comunidades da Província acompanhar as ações realizadas e as palavras proferidas em cada uma delas.

A Família Salesiana, os jovens, as comunidades educativas e os salesianos da Província ficaram galvanizados com a presença do enviado do Reitor-Mor que falou a linguagem do coração deixando uma mensagem incisiva: “para educar e evangelizar não basta a tecnologia. É importante olhar nos olhos”.

De 4 a 9 de abril visitou a casa salesiana de São Vicente, na cidade de Mindelo, Cabo Verde. Nos diversos encontros sublinhou a necessidade de aprofundar e promover o diálogo entre o Evangelho e a Cultura, tendo em conta a diversidade cultural do país.

Em Évora, cidade museu, teve encontros com os diversos grupos da Família Salesiana. Particularmente caloroso foi o encontro no “bom-dia” com os alunos dos vários ciclos cativando-os com histórias, com canções da sua autoria e com conselhos de vida.

Visitou em seguida a presença salesiana do Porto que tem diversas valências, entre as quais as Edições Salesianas. No encontro com os colaboradores da Editora privilegiou o diálogo e partilhou as suas intuições sobre o que deve orientar a editora salesiana portuguesa. Na escola deu o “bom dia” através de videoconferência e passou depois por cada uma das salas. Houve ainda oportunidade para visitar Balasar e conhecer alguns lugares onde viveu a Beata Alexandrina Maria da Costa, salesiana cooperadora.

Leia também  Mensagem do Reitor-Mor ao jovens por ocasião da Festa de D. Bosco (2021)

Nos dias 22, 23 e 24 visitou os Salesianos de Mogofores. Dotado de uma liberdade interior que transparecia em toda a sua pessoa, soube escutar e compreender as caraterísticas da obra, apontando os caminhos a seguir para atingir e realizar os seus fins e projetos. Dialogou com toda a comunidade educativa, com os elementos da Família Salesiana e com o Conselho Pastoral da Paróquia.

Seguiu para a Casa de Acolhimento de Mirandela, no nordeste transmontano, tendo-se reunido com os membros da equipa técnica que acompanham os jovens em situação difícil. Encontrou-se com os principais responsáveis das equipas de animação da paróquia de S. João Bosco e animou a comunidade salesiana a prosseguir a sua missão evangelizadora.

Criar comunhão e unidade entre o Reitor-Mor e os salesianos

A visita à comunidade de Setúbal foi apelidada de “visita de Esperança”. A sua visão e partilha de grandes linhas orientadoras deu uma firme Esperança e motivação à comunidade salesiana que está a iniciar a sua missão em terras sadinas.

Na Costa do Sol a sua visita foi mais demorada. Foram cinco dias marcados por momentos inspiradores e de grande proximidade. Foi percetível em todos os seus contactos que Jesus Cristo está no centro da sua vida e que a missão é uma responsabilidade que congrega e santifica. Durante os dias que permaneceu no Estoril, dirigiu uma palavra meiga e próxima aos jovens que manifestaram a sua alegria e entusiasmo por conhecê-lo.

De seguida, aterrou na ‘Pérola do Atlântico’. Ficou encantado com a Ilha, com as pessoas e, naturalmente, com os filhos de Dom Bosco que animam a Obra há setenta anos. Encontrou-se com todos os setores da Escola, do clube desportivo, da paróquia e com os quase mil alunos. O grande momento, porém, foi a procissão em honra de Nossa Senhora de Fátima que percorreu as ruas da paróquia num carro de bombeiros. O Pe. Gildásio presidiu às cerimónias e celebrou a Eucaristia solene, no pátio da Escola, com a presença de muitos jovens, fiéis e Autoridades.

Leia também  Ser jovem em tempos de pandemia – Desafios em Acolhimento

Visitou a paróquia de Alcabideche, que recentemente foi confiada à comunidade, deixando uma palavra de estímulo a todos os fiéis.

Partiu de seguida para Fátima, onde presidiu à Peregrinação que a Família Salesiana todos os anos realiza em honra de Nossa Senhora. Celebrou a Missa na Basílica da Santíssima Trindade, destacando na homilia a importância de Maria na vida cristã e, de maneira particular, na vida da Família Salesiana. Realçou a ideia de que Maria é o modelo da Esperança e, tal como na vida de Dom Bosco, Ela continua a guiar cada um dos seus filhos a Jesus Cristo.

Finalmente, chegou aos Salesianos de Lisboa para visitar esta Obra centenária e encerrar a Visita Extraordinária. Falou aos membros de setores diferenciados e encontrou-se em privado com vários responsáveis leigos. Falou com todos os irmãos da comunidade e presidiu aos vários atos comunitários deixando sempre uma palavra de estímulo e agradecimento.

Repetiu em vários momentos que é preciso aprofundar a relação entre a pastoral, o pedagógico e o psicopedagógico.

Ao longo dos dias, insistiu na importância das artes no encontro com os jovens, por estas serem um nobre instrumento de educação e evangelização.

No dia 28 de maio, encontrou-se pessoalmente com o Provincial e seu Conselho. Apresentou-lhes oficialmente as orientações da Visita e respondeu a perguntas. No mesmo dia, apresentou o relatório da visita para os Diretores, via zoom. No dia 29, através de video conferência, apresentou a todos os salesianos da Província as orientações do Relatório de modo que todos os salesianos possam ter conhecimento do resultado final da visita extraordinária.

Encerrou a Visita despedindo-se dos Salesianos da Província, via Zoom.

A impressão que deixou foi a de que, através da sua pessoa, Dom Bosco e o Reitor-Mor visitaram a Província Salesiana Portuguesa.

Bem haja, Pe. Gildásio dos Santos Mendes. Vamos ter saudades suas.

Artigos Relacionados