fbpx

Como sei que sou chamado?

Salesianos > Vocações > Como sei que sou chamado?

Para poderes responder a esta pergunta, há outras que deves colocar em primeiro lugar a ti próprio. Estas perguntas querem ajudar-te a aprofundar até que ponto Deus está no centro da tua vida. Ajudam-te a medir o teu interesse para com Ele, sobre quanto, além de sentimentos e palavras, tu possas dizer que Deus está no primeiro lugar da tua vida.

Depois de teres lido com calma as perguntas, aprofunda aquelas de maior interesse para ti.

  • Sinto-me amado por Deus?Quem não se sente amado por Deus não sente a necessidade de amar. Quem vive fechado como vítima, quem vive apenas os seus sofrimentos não reconhece o amor de Deus. A sua atenção fica toda concentrada na sua cruz a ponto de não saber levantar os olhos para a cruz dos outros ou sobre o bem que o circunda. E também não conhece o amor de Deus, aquele que não sabe agradecer: quem não reflete, quem não sabe admirar-se, quem não observa e não contempla a presença de Deus na própria vida.
  • Deus está nos meus pensamentos?Diz o Evangelho: «Onde está o teu tesouro, aí está o teu coração» (Mt 6,19-23). Um teste muito concreto para perceber o que é para nós importante está em verificar onde se encontra centrada a nossa atenção, onde param os nossos pensamentos.
  • Testemunho a minha fé em Deus?No Evangelho várias vezes aparece que quem se encontra em profundidade com Jesus não pode passar sem falar dele aos outros. Quem encontrou o Senhor, é como quem encontrou um grande tesouro, e pela alegria que leva no coração tem necessidade de correr a anunciá-lo aos seus amigos.
  • Estou disponível para seguir a vontade de Deus?Jesus diz: «Não é aquele que diz Senhor, Senhor, que entrará no reino dos céus, mas quem ouve a vontade de meu Pai e põe em prática» (Mt 7,21). Não bastam as palavras e os pensamentos piedosos, para poder dizer que amo a Deus. É bem diferente!

Fala connosco

Entra em contacto connosco para esclarecer dúvidas, colocar questões, ou pedir assistência espiritual.

Muitas vezes não temos tempo para conhecer-nos, para pensar no nosso projeto de vida, para pedir ajuda a um guia espiritual. Por isso encontrar-se facilita a partilha, o compromisso, o refletir, o confronto.

Enviar e-mail

Segue-nos nas redes sociais