Itália, Milão: Grupo de jovens recolhe, repara e oferece computadores para ensino à distância

Emanuel, Jacopo, Matteo e Pietro, quatro jovens milaneses de 18 anos, criaram a plataforma PC4U.tech que liga estudantes que precisam de um dispositivo para o ensino à distância com pessoas ou empresas com equipamentos usados para doar. Pelo projeto, receberam agora o título honorífico “Alfieri della Republica”, atribuído pelo Presidente da República italiana a cidadãos menores nascidos ou residentes em Itália que se distingam no campo da cultura, ciência, arte, desporto ou serviço voluntário.

Desde o início da iniciativa, no primeiro confinamento em 2020, até agora já entregaram 500 equipamentos. Uma iniciativa importante num país, como a Itália, onde 33,8% das famílias não têm um PC ou tablet em casa e 57% das crianças têm de partilhar apenas um computador com a família.

Pietro Cappellini, aluno do quinto ano de Produção Gráfica no Instituto Técnico dos Salesianos, Emanuele Sacco, finalista de Ciências Aplicadas no liceu científico dos Salesianos, Matteo Mainetti e Jacopo Rangone acreditam que “a didática digital deve ser um direito de todos”.

“Fazemos tudo nós: recebemos os computadores, verificamos com a ajuda da rede Informáticos Sem Fronteiras e depois entregamos a quem precisa”, explica Pietro que, terminado o percurso no Instituto dos salesianos, gostaria de inscrever-se em Design da Comunicação no Politécnico.

“Este título é uma satisfação imensa, mas maior ainda é a felicidade de ver as pessoas que se comovem quando recebem um PC de presente. Lembro-me do Peter, aluno da escola primária, que tinha chegado há pouco do Egito. Com o PC pôde seguir as aulas e conhecer os seus novos colegas”, sublinha Emanuele que, depois do liceu, fará Engenharia Física no Politécnico.

Leia também  Equipa Provincial da Área Social reuniu no recém criado serviço SolSal Porto

“A pandemia colocou famílias e escolas frente a frente com a questão da divisão digital. A Pc4u não é certamente a única iniciativa de solidariedade que ganhou vida nesta época difícil. Mas os jovens promotores foram capazes de dar uma finalidade ao seu trabalho concreto: o objetivo esperado é o de reduzir o fosso entre os que têm mais e os que têm menos”, justificou a Presidência na argumentação para a atribuição dos títulos de “Alfieri della Republica”.

Publicado no Boletim Salesiano n.º 586 de Maio/Junho de 2021

Artigos Relacionados