fbpx
Áreas de Atuação

Ambientes

Salesianos > Salesianos > Ambientes

O que fazemos

Os Salesianos definem a sua atuação por um ideário que pretende ajudar a preparar as novas
gerações para uma convivência de verdadeira fraternidade, solidariedade, liberdade responsável, no
mundo do trabalho, permitindo uma formação integral e harmoniosa mediante a prossecução de atividades de ensino, culturais, desportivas, recreativas e de tempos livres, bem como a prossecução de
respostas sociais e a investigação no âmbito das ciências sociais e educativo-pedagógicas e pastorais.

Escolas e Ensino Profissional

Educação

Fiéis às intenções de Dom Bosco que visava formar “honestos cidadãos e bons cristãos”, a escola salesiana educa evangelizando e evangeliza educando.

Consciente do seu valor e originalidade, faz uma proposta educativa situando a sua ação educativo-pastoral no interior de um processo de humanização, que busca o crescimento integral de todos e a construção de uma sociedade mais humana, mais justa, mais fraterna e mais solidária.

De norte a sul de Portugal, na Madeira e em Cabo Verde temos obras que vão desde o berçário e a creche, ao pré-escolar, ao 1.º, 2.º e 3.º Ciclos, ao Ensino Secundário e ao Ensino Profissional. Procuramos ser uma família educadora, na qual os jovens encontram “a sua própria casa”, realçando a personalização das relações educativas mediante a presença dos educadores no meio dos alunos, promovendo o seu desenvolvimento integral.

Vocações, Paróquias, Missões

Evangelização

A animação vocacional é transversal a toda a missão evangelizadora dos salesianos e é a garantia de uma educação bem sucedida. Com ela ajudamos os jovens a descobrir, aceitar e desenvolver o dom da vocação laical, consagrada ou sacerdotal.

Em Portugal há 12 paróquias confiadas ao cuidado pastoral dos Salesianos, nas quais servem o Povo de Deus com solicitude, enriquecendo-as com o que é específico do carisma salesiano.

Outro campo de evangelização em que se empenham os salesianos são as missões ad gentes. Dom Bosco organizou a primeira expedição missionária em 1875, dando origem às Missões Salesianas. Um primeiro grupo de dez missionários saiu de Turim a 11 de novembro de 1875 com destino à Patagónia, na Argentina. Desde então o seu exemplo foi imitado por milhares de membros da Congregação Salesiana.

Serviço de Atenção à Família, Escolas Sócio-desportivas, Formação Profissional, Lar de Infância e Juventude, Voluntariado

Solidariedade

Com raízes eminentemente sociais, a Congregação Salesiana continua em Portugal e em Cabo Verde a cuidar e promover a população mais desfavorecida, sobretudo as crianças e jovens em risco e desprotegidos. Dirige o Serviço de Atenção à Família, três Escolas Sócio-Desportivas, o SolSal Formação Profissional e o Lar de Infância e Juventude com variadíssimas intervenções ao nível da assistência, proteção, promoção e educação.
O voluntariado salesiano realiza-se de muitas formas: nas obras da província ou em terras de missão; social entre os mais pobres, educativo no trabalho dos animadores ou diretamente evangelizador; voluntariado de longa duração (um ano ou mais), ou de breve duração… Eles estão nas escolas, na animação das paróquias, nas atividades extracurriculares e de apoio escolar, no Serviço de Atenção à Família, nas Escolas Sócio-Desportivas.

MJS, Centros Juvenis/Oratórios, Desporto, Arte, Cultura

Pastoral Juvenil e Vocacional

O Movimento Juvenil Salesiano é um movimento de referência no qual se inserem várias expressões de associativismo juvenil, que vão desde os grupos de fé, aos grupos artísticos, culturais, desportivos, etc.

Inspirando-se na experiência educativa de Dom Bosco e no Sistema Preventivo, os Centros Juvenis/Oratórios são abertos a todos os rapazes e raparigas duma zona, com níveis de pertença diversificados e espontâneos, e que oferecem uma proposta educativa, pessoal e social, para a ocupação dos seus tempos livres. Na pedagogia salesiana também o “pátio”, entendido como espaço de convívio informal e de agradável interação, tem um papel fundamental na consolidação da relação educativa e é um lugar ideal para o jovem se assumir como protagonista no seu processo educativo e evangelizador.