fbpx

Itália: “200 empregos para os Jovens para festejar Dom Bosco”

Salesianos > Notícias > Itália: “200 empregos para os Jovens para festejar Dom Bosco”

O X Sucessor de Dom Bosco, Pe. Ángel Fernández Artime, dirigiu um apelo a empresários e a entidades estatais, para que até dia 16 de agosto de 2015, data do Bicentenário de Dom Bosco, sejam encontrados 200 novos empregos para os jovens.

Para celebrar Dom Bosco da forma que ele gostaria, isto é, com um gesto que viesse em benefício dos jovens, o X Sucessor de Dom Bosco, Pe. Ángel Fernández Artime, dirigiu um apelo a empresários e a entidades estatais, para que até dia 16 de agosto de 2015, data do Bicentenário de Dom Bosco, sejam encontrados 200 novos empregos para os jovens.

O apelo do Reitor-Mor chegou no âmbito de um dos momentos mais fortes deste Ano Bicentenário, a Comemoração Civil Nacional de Dom Bosco, feita no ‘Teatro Regio’, de Turim, no passado dia 24 de janeiro, festa de São Francisco de Sales. Na circunstância, pensada exatamente para homenagear Dom Bosco e a quantos continuaram o seu projeto educativo pelos jovens, o Reitor-Mor dirigiu um apelo a se olhar para a ainda que difícil realidade atual, sob outra perspectiva: “Falamos de crise porque falta o dinheiro, mas devemos ter um olhar mais abrangente no tempo: é preciso pensar – continuou – em quais oportunidades queremos dar aos jovens; somos responsáveis pelo que queremos oferecer-lhes e isto deveria ser também um discurso político. O primeiro desafio para nós é estar atentos e compreender como está o mundo e o que desejamos… É que é fácil manter-nos afastados dos jovens. Devemos dar aos jovens a oportunidade de serem honestos cidadãos e bons cristãos”.

Dom Bosco, santo social, autor do primeiro contrato de aprendizagem na Itália, deixou a sua marca forte em todo o mundo. Foi “um piemontês universal – sublinhou o P. Fernández Artime – cujo valor da sua ação educativa e social todos reconheceram. Como Família Salesiana queremos ser reconhecidos por nosso amor aos jovens, e entre eles os excluídos, os abandonados, os mais pobres”.

Artigos Relacionados