Perú: Percorrendo os primórdios do oratório salesiano de São Lourenço

Os salesianos vivem o oratório mais como um ambiente do que como um lugar físico. É um espaço que educa para a vida, uma paróquia que evangeliza, um pátio onde se podem encontrar os amigos e um lugar para encontrar o Senhor na oração que nasce da vida quotidiana. O oratório salesiano na missão de São Lourenço, no Perú, nasceu no início do novo milénio e já conta com 20 anos de história e vida compartilhadas.

Como data de nascimento do oratório salesiano de São Lourenço podemos considerar o dia 1° de março de 2001. Eram 16 horas quando um pequeno grupo de crianças foi convidado a brincar no pequeno campo próximo da igreja paroquial. Houve jogos salesianos, desporto, uma pequena oração e algumas palavras de saudação.

A primeira comunidade era composta por cinco salesianos: Pe. Luigi Bolla, que estava em Kuyuntsa, Pe. Román Olesinski, Pe. Diego Clavijo e os Salesianos Irmãos Sr. Daniel Coronel e Sr. Enrique Castillo. Durante o primeiro ano foi possível entrar em contacto com a população, especialmente com os jovens dos centros educativos (Instituto “Jesús Nazareno”, Instituto Nacional, Centro de Base…), do Internato Interétnico e com a juventude de São Lourenço em geral, que então contava com cerca de 6.000 habitantes.

O Oratório nasceu como uma resposta alternativa à diversão e à formação da população jovem durante o tempo livre e teve, desde logo, uma grande adesão e afluência de crianças e jovens, passando a ser frequentado por cerca de 150 jovens.

Com a ajuda dos alunos do Instituto Pedagógico, dos Missionários Lauretanos e dos professores, foram iniciadas as atividades catequéticas. Também foram criados grupos de formação e o oratório começou a organizar campeonatos, jogos e atividades religiosas para a Semana Santa, a Páscoa, as festas de Maria Auxiliadora, São João Bosco e São Lourenço entre outras.

Leia também  Capítulo Geral 28: O futuro decide-se agora

No final do ano, para além de terem sido organizadas excursões, foi inaugurado também o pátio cimentado, com campos de futebol e basquetebol, e uma sala de jogos.

Durante as férias escolares (julho-agosto e janeiro-março) um grupo mais alargado de jovens começou a reunir-se em atividades (campeonatos, férias, entre outros). O apoio dos jovens salesianos em atividades (como apoio escolar, oficinas, campeonatos e jogos salesianos) contribuíram para consolidar e fortalecer a realidade e a presença do oratório na comunidade.

Na festa de Maria Auxiliadora, cerca de 300 a 400 crianças e jovens reúnem-se a partir da noite de 22 de maio para animar apresentações artísticas e religiosas e compartilhar momentos de amor fraterno.

Em 2019, as atividades do oratório foram ampliadas e fortalecidas nos bairros de Carabanchel, Las Flores, La Union e Monzantes; e assim também a catequese sacramental, em colaboração com outras Congregações.

Em 2021 as atividades nos bairros e as catequeses para jovens e adultos estão sendo retomadas. E, aos poucos, procura-se voltar à normalidade.

Artigos Relacionados