Os “Sonhos Gigantes” do “Estate Ragazzi”: Salesianos animam férias de crianças e jovens no Vaticano

Há dois anos, em 2020, o Papa Francisco pediu aos salesianos, verdadeiros profissionais do setor, que coordenassem a Estate Ragazzi (Verão Jovens) no Vaticano, iniciativa destinada às famílias dos funcionários da Santa Sé para proporcionar, aos jovens, a experiência de um oratório de verão no Vaticano. A iniciativa teve tanto sucesso que foi reproduzida em 2021 e, este ano, está a ter a terceira edição.

A Estate Ragazzi no Vaticano começou no dia 4 de julho e continua até dia 5 de agosto. Durante este mês, muitas crianças e adolescentes poderão participar no oratório de verão, que conta com espaços dedicados e equipados para as atividades recreativas.

Trata-se de uma iniciativa fortemente desejada pelo Papa Francisco e promovida pelo Governador do Estado do Vaticano com o intuito de oferecer, aos filhos dos funcionários com idades entre 5 e 13 anos, uma experiência de cinco semanas de formação num ambiente de festa e forte partilha dos valores cristãos.

A animação do evento fica por conta de uma equipa de salesianos, Filhas de Maria Auxiliadora, animadores da associação “Tudo em uma festa” e animadores assistentes adolescentes.

O tema do Verão 2022 é “Sonhos Gigantes”, inspirado no livro infantil “GGG” (O Grande Gigante Gentil), de Roald Dahl. Optou-se, portanto, por colocar, no centro da proposta formativa, os sonhos de cada uma das crianças e o acompanhamento de Jesus na sua difícil realização, encorajando-as a olhar um pouco mais além dos desafios diários da vida.

João Bosco é o exemplo perfeito de um menino que acreditou nos sonhos de Deus, tornando-se padre e dedicando sua vida aos seus jovens. Cada semana, como exemplo de um sonho ‘gigante’, será proposto um sonho de Dom Bosco. Suas histórias ainda fazem crescer os jovens de hoje e os levam a compreender que não se deve ter medo das coisas grandes, de levar alegria para cada momento do dia, de agir com gentileza mesmo após uma derrota, de propor ideias brilhantes, de gerar amizades genuínas e de aprender por meio das brincadeiras…

Leia também  Família Salesiana: Uma resposta oportuna

A comunidade salesiana no Vaticano está presente desde 1937 e foi erigida canonicamente em 12 de abril de 1946. Hoje encontra-se entre as comunidades do Reitor-Mor (RMG), que é diretamente responsável por elas. Além do Diretor, Pe. Franco Fontana, Capelão da Gendarmaria e dos Museus do Vaticano, estão presentes o Vigário, Pe. Mauro Mantovani, Reitor da Faculdade de Filosofia da Universidade Pontifícia Salesiana, o Ecónomo, Roberto Bava, que atua na Secretaria de Estado do Vaticano, o Conselheiro Pe. Kureethadam Joshtrom, do Dicastério para o Serviço de Desenvolvimento Humano Integral, Pe. Miguel Angel Ruíz Espinola, que presta serviço na primeira secção da Secretaria de Estado da Santa Sé, e o Pe. Padinjarathala Anton Paul, que trabalha na Propaganda Fide.

A presença salesiana no Vaticano enfatiza a dimensão eclesial e um forte sentido de pertença à Igreja Universal, e disponibilidade, onde cada um oferece o seu serviço para o bem da Igreja.

Artigos Relacionados