Docentes salesianas distinguidas nos Prémios Padre Nuno Burguete

Duas docentes, Maria João Silva e Moura, professora dos Salesianos de Manique, e Marília Santos, professora dos Salesianos do Estoril, receberam este ano o Prémio de Mérito atribuído pela Associação de Estabelecimentos de Ensino Particular.

A cerimónia de homenagem decorreu no dia 25 de outubro, às 16h30, no Salão Nobre da Academia de Ciências, em Lisboa.

Os prémios Padre Nuno Burguete, atribuídos pela Associação de Estabelecimentos de Ensino Particular, são uma distinção atribuída a educadores que se destacaram na sua carreira profissional ao serviço da educação.

A escola destacou as características da docente Maria João Silva e Moura ao longo dos 36 anos de carreira ao serviço dos Salesianos de Manique.

“Como professora de Educação Física de várias gerações sempre manteve a capacidade de cuidar do essencial da pedagogia salesiana: a palavra ao ouvido, a capacidade de escuta, os constantes diálogos com cada um dos seus alunos. Tem desempenhado diversas funções de forma exemplar: diretora de turma; responsável pelo grupo de professores de Educação Física; Coordenadora de Ano, de Departamento e membro do Conselho Pedagógico. Destaca-se igualmente pelas suas qualidades humanas que contribuem decisivamente para o bom ambiente. É conhecida pela sua serenidade exemplar, sorriso acolhedor e palavra adequada aos seus colegas, com a esperança necessária e um ânimo contagiante. As qualidades manifestadas pela professora geram pontes e criam ambiente colaborativo entre perspetivas diferentes”.

Marília Santos, professora de Matemática dos Salesianos do Estoril, também recebeu o prémio Padre Nuno Burguete.

“Com mais de quatro décadas de experiência de ensino, a professora Marília é respeitada por toda a comunidade escolar e recordada, com saudade e carinho, pelos seus antigos alunos. Alinhada com o carisma salesiano, pessoa de fácil e fino trato, é reconhecida pela sua inesgotável capacidade de trabalho e dedicação, pelo rigor e exigência, apanágio das suas aulas, pela inquestionável competência e gosto pela arte de ensinar. A preocupação e acompanhamento permanente para com os seus alunos são outros atributos que a caracterizam e que a distinguem como uma educadora e profissional de excelência. Sempre frontal e assertiva, disponível, afável e honesta, é uma excelente colega, valorizada e considerada pelos seus pares”, referiu a escola.

Leia também  Carlo Acutis beatificado

Artigos Relacionados