Dia das Comunicações Sociais: A importância da escuta e do jornalismo ao serviço da verdade

Foi divulgada no dia 24 de janeiro, festa de São Francisco de Sales, o padroeiro dos jornalistas, a mensagem do Papa Francisco para o Dia Mundial das Comunicações Sociais, que este ano se celebra a 29 de maio.

A mensagem centra-se na importância da escuta para fazer bom jornalismo. A escuta demorada e atenta de várias fontes é condição para “fornecer uma informação sólida, equilibrada e completa”, e é também necessária para a própria credibilidade e seriedade dos meios de comunicação social. Francisco descreve uma “info-demia” que se tem manifestado no contexto da pandemia através da desconfiança em relação às informações oficiais e dos meios de comunicação social. 

Francisco voltou a falar na necessidade de combater a desinformação, dias depois, no encontro com os jornalistas do Consórcio Internacional dos Meios de Comunicação Social Católicos, sublinhando que combater a desinformação não pode significar desrespeitar aqueles que por ignorância acreditam. “A realidade é sempre mais complexa do que pensamos, e devemos respeitar as dúvidas, ansiedades e perguntas das pessoas, tentando acompanhá-las sem jamais tratá-las com superioridade”, explicou. Dirigindo-se aos jornalistas, o Papa pediu uma união pela verdade para “promover uma sociedade informada, justa, saudável e sustentável”. E defendeu que “trabalhar ao serviço da verdade significa, portanto, procurar o que favorece a comunhão e promove o bem de todos, não o que isola, divide e opõe”.

Também nas relações pessoais devemos estar atentos. Sem escutar de facto o outro, o diálogo não existe. Apenas discussões que não geram conhecimento, “estéreis contraposições” em que os interlocutores querem forçar os seus argumentos, e que resultam em extremismos e radicalizações. Por oposição, o Papa pede para “escutar com o ouvido do coração” e dá algumas referências, de Santo Agostinho a São Francisco de Assis, que usavam esta imagem de que a escuta não tem só a ver com a audição mas com acolher “a pessoa toda”.

Fotografia: Vatican Media

Leia também  Cabo Verde: Fazer Igreja

Publicado no Boletim Salesiano n.º 591 de março/abril de 2022

Torne-se assinante do Boletim Salesiano. Preencha o formulário neste site e receba gratuitamente o Boletim Salesiano em sua casa.

Faça o seu donativo. Siga as instruções disponíveis aqui.

Artigos Relacionados