Somos um sonho teu

Somos um sonho teu

“Em Guibeon o Senhor apareceu a Salomão em sonhos, durante a noite, e disse-lhe: «Pede! Que posso Eu dar-te?»” 1Rs 3, 5

Sonhei Contigo… Uma folha branca, imaculada e uma luz sem fim. Na pintura a aguarela o branco é sempre o do papel. São lugares reverenciais, como os silêncios entre as notas musicais. Espalho, com uma trincha, as primeiras pinceladas e pela janela das cores, ainda translúcidas, vejo-te e ouço a tua voz: “Estava perdido na desordem, arruaça, aflição. Agitado, quedei-me no meio do alvoroço. Pareceu-me estar perto e, ao mesmo tempo, longe de casa… À minha frente, estendiam-se campos de trigo a perder de vista, vinhas entrelaçadas nos socalcos e o crepúsculo tingia o horizonte. Adiante, no desvelo das colinas dos Becchi, estavas Tu, a irradiar tudo com tua presença. Não Te reconheci. Não me lembrei do teu nome. Peço desculpa… Sou apenas um pobre e ignorante rapaz….”

“Eu te concederei um coração sábio e capaz de discernir com inteligência, como jamais houve antes de ti e depois de ti nunca haverá!” 1Rs 3, 12

Sou um sonho sonhado por Ti. Afasto-me do estirador e vejo, através dos teus olhos Joãozinho, o Bom Pastor que dá a vida pelo seu rebanho. Na translação do teu deslumbre, nesse enlevo de luz e paz que Jesus traz Consigo, vejo-vos rodeados de jovens, protagonistas deste sonho que se desdobra. No ritmo ora pausado do teu coração, escuto o pulsar de um alento e anseio – sejam bons e alegres! “Eu não quero outra coisa dos jovens, senão que sejam bons e estejam sempre alegres”, oiço em eco, harpejo de dias distantes. Ao teu lado, fulgente, eis a Mestra, majestosa Senhora, de longo e resplandecente manto. No seu véu, o céu sobre os teus olhos e tu, guiado no materno acolhimento, limpas as lágrimas e encontras abrigo na sua serena bondade e sabedoria. Pela sua mão, em sinal de dom e entrega, aprendes o primeiro gesto.

Leia também  Dom Bosco e as Prisões

“O Senhor está realmente neste lugar e eu não o sabia!” Gn 28, 16

Porque me Sonhaste? Pouso os pincéis e faço uma pausa. Descanso em Ti e espero, enquanto as cores secam, justapostas à luz não tocada do papel que as faz vibrar. Lá à frente, os jovens correm, todos, todos, todos! Por que os escolheste para habitar os teus sonhos? Que parte das suas vidas ainda espera realização? Que mistérios se ocultam nos caminhos à sua frente? No meio de tantas preocupações, canseiras e desassossegos, avançam no sonho! Sem medo! A seu tempo, também eles…

No seu tempo, também eles, na tua Graça, levados pela mão da Imaculada e Auxiliadora, compreenderão.

Somos um sonho teu

Texto e Ilustração: Nuno Quaresma

“Avançamos no Sonho” Publicado no Boletim Salesiano n.º 602 de março/abril de 2024

Torne-se assinante do Boletim Salesiano. Preencha o formulário neste site e receba gratuitamente o Boletim Salesiano em sua casa. Faça o seu donativo. Siga as instruções disponíveis aqui.

Artigos Relacionados