fbpx

Uma vez mais, evangelizaram-nos: Que faríamos sem os jovens?

Salesianos > Opinião > Uma vez mais, evangelizaram-nos: Que faríamos sem os jovens?

Mensagem do Reitor-Mor aos leitores do Boletim Salesiano.

Talvez pareça estranha a pergunta. Sempre disse comigo, e repito a mim mesmo depois do recente Capítulo Geral 28, que decorreu em Valdocco, Turim, nos mesmos locais em que Dom Bosco viveu com os seus rapazes, que os jovens são a razão de ser da nossa vida e que nos tornam melhores, dilatando o nosso coração, tornando-nos mais generosos e levando-nos a olhar a vida com esperança e sorriso, como aconteceu a Dom Bosco.

Acredito sinceramente nisto. No Capítulo Geral participaram 16 jovens provenientes de quatro continentes. Jovens adultos, entre os 25 e os 30 anos. Entraram logo em franco contacto entre eles e connosco. Vale a pena recordar o que eles nos disseram e o que nos pediram: «Conseguimos sintonizar o nosso coração e os nossos sonhos no mesmo ritmo. Destes-nos a oportunidade de aqui nos conectarmos convosco, salesianos, que queremos connosco. Fizeste-lo com o vosso estilo salesiano. Estar connosco, lado a lado, permetindo-nos ser protagonistas». Eles, e nós, compreendemos muitas coisas.

Roma, Itália: No dia 16 de maio de 1887, Dom Bosco celebrava a Eucaristia no altar dedicado a Maria Auxiliadora, na Basílica do Sagrado Coração de Jesus, em Roma, por ele construída. Durante a Missa, chorou várias vezes ao recordar a sua vida. O Reitor-Mor celebrou a Eucaristia para assinalar essa data memorável, 133 anos depois

Os jovens expressaram-nos sentimentos que nos deixaram sem palavras. Podíamos talvez imaginá-los, mas quando os ouvimos dos seus lábios naquela grande assembleia, tiveram um efeito impressionante. Disseram que nos amam, que nos amam de verdade como educadores, como amigos, como irmãos e como pais, porque «nós jovens de hoje temos uma grande falta de paternidade». E pediram-nos que sejamos seus companheiros de viagem.

Não precisam que lhes digamos como pensar e como viver. Pediram-nos que os acompanhemos no caminho da vida.

Que estejamos junto deles mesmo na fase das grandes decisões. «Tendes os nossos corações nas vossas mãos. Cuidai deste precioso tesouro. Por favor, não vos esqueçais de nós e continuai a escutar-nos», escreveram na sua mensagem.

Comovi-me ao ouvi-los dizer, com as lágrimas nos olhos, que precisavam de nós para lhes mostrar que Deus os ama, que há um Deus que é Amor e que os ama incondicionalmente. Que alguém deve dizê-lo muitas e muitas vezes a todos os jovens deste mundo.

Dia MJS, Portugal: Este ano, mesmo à distância, o Reitor-Mor participou no Dia do Movimento Juvenil Salesiano, celebrado online no dia 16 de maio, enviando uma mensagem em vídeo

Estamos sem palavras. Os jovens, uma vez mais, evangelizaram-nos.

Foi um dos meus predecessores, o Reitor-Mor Pe. Juan Edmundo Vecchi, que uma vez escreveu que «os jovens nos salvam». É mesmo assim. Salvam-nos da rotina da vida, do cansaço que não desaparece com as horas de repouso. Salvam-nos da segurança confortável, da vida sem esperança e sem fé. Em suma, salvam-nos da mediocridade. Queridos jovens, nós salesianos do mundo de hoje queremos dizer-vos que vos amamos, que a nossa vida é para vós e que, tal como aconteceu com Dom Bosco, também cada um de nós pode dizer-vos: «por vós estudo, por vós trabalho, por vós vivo, estou pronto a dar a minha vida por vós».

Publicado no Boletim Salesiano n.º 581 de Julho/Agosto de 2020

Artigos Relacionados