Ainda há boas notícias: os novos missionários

Mensagem do Reitor-Mor aos leitores do Boletim Salesiano

Queridos amigos do Boletim Salesiano, estou a escrever-vos poucas horas depois de ter entregado a cruz de missionários ao grupo de 10 Filhas de Maria Auxiliadora e 25 Salesianos de Dom Bosco desta 149.ª expedição missionária, a partir da primeira preparada por Dom Bosco a 11 de novembro de 1875. Naquela ocasião eram dez os primeiros salesianos enviados para a Argentina, seis jovens sacerdotes e quatro salesianos coadjutores. Àqueles primeiros seguiram-se 11.000 salesianos e 2.500 Filhas de Maria Auxiliadora que partiram da Europa para o mundo.

É uma realidade maravilhosa que me leva a dizer que ainda há boas notícias para conhecer e divulgar.

Ao entregar o crucifixo, vi nos olhos destes jovens homens e mulheres uma luz comum, o reflexo das palavras pronunciadas por um deles: «Sinto que estou a viver o versículo do Salmo 105 que diz: O Senhor chamou Moisés e Aarão, os homens do seu coração. A minha é uma chamada, não uma escolha».

A sua atitude serena e decidida fez-nos reviver de algum modo a nossa chamada pessoal.

Uma chamada que não visa apenas os salesianos e salesianas consagrados, mas todos os membros da Família Salesiana, porque, de uma forma ou de outra, todos nós fomos chamados a ser discípulos missionários dos jovens e dos mais necessitados em toda a parte do nosso belo, amado e sofrido mundo. Os cristãos na realidade não têm uma missão, são a missão. Todos os cristãos são chamados a viver o mistério da Incarnação, isto é, a viver, no corpo físico e no corpo moral da comunidade, a presença de Deus.

Estão em missão por conta de Jesus e quem os recebe dá hospitalidade a Deus: «Em verdade, em verdade vos digo: quem receber aquele que Eu enviar é a Mim que recebe, e quem Me recebe a Mim, recebe Aquele que Me enviou» (Evangelho de João 13, 20).

Leia também  Comunicação: o “pátio” não fechou

Da Casa-Santuário da nossa Mãe Auxiliadora partiram, como já disse, muitos missionários para toda a parte do mundo: 149 vezes no período de 143 anos.

Depois da primeira expedição misionária de 1875, Dom Bosco enviou outra em 1876, com as primeiras Filhas de Maria Auxiliadora, acompanhadas pela bênção materna de Madre Mazzarello. Eram seis jovens irmãs entre os 17 e os 25 anos. No tempo de Dom Bosco sucederam-se as expedições de 1878, 1881, 1883, 1885, 1886, 1887 e 1888. À morte do nosso amado Dom Bosco, eram 149 os salesianos enviados em missão e 50 as Filhas de Maria Auxiliadora, presentes na Argentina, Uruguai, Brasil, Chile e Equador.  

São a corajosa vanguarda da nossa Família. Não foram enviados a “trabalhar”, “trabalhar”, “trabalhar”, mas a levar um espírito, a prolongar o abraço de Dom Bosco, a terna humanidade de Madre Mazzarello e a audácia de quem vive a paixão do Evangelho.

O que eu disse aos novos missionários quero dizê-lo a todos vós: «Esperamos que a caridade pastoral seja o verdadeiro centro do vosso ser e agir; que o Cristo do Evangelho, amado e seguido por Dom Bosco e pelos nossos santos, esteja de facto na nascente da vossa pessoa; que vivais com humildade e intensidade um filial sentido de Igreja, a predileção pelos jovens, e o carinho típico do Sistema Preventivo, em espírito de família, com operosidade incansável e com temperança. Sempre unidos a Deus, sede otimistas e alegres, criativos e flexíveis, e nunca, nunca, esqueçais que nos espera o abraço do Pai no Céu onde chegaremos não sós, mas acompanhados dos muitos pelos quais dermos a nossa vida».

Tóquio, Japão: De 7 a 12 de novembro, o Pe. Ángel visitou os salesianos do Japão. Do programa fez parte uma tarde de diálogo e de celebração com os jovens que frequentam as obras salesianas

Leia também  Missionários: Onde o sangue gera vida

Seul, Coreia do Sul: Em visita à Coreia do Sul, entre 13 e 18 de novembro, o Reitor-Mor afirmou “desejo mesmo que o próximo Reitor-Mor possa um dia visitar a Coreia do Norte”

Ariccia, Itália: O Pe. Arturo Sosa, Superior da Companhia de Jesus, foi eleito presidente da União de Superiores Gerais, sucedendo no cargo ao Pe. Ángel Artime. O Pe. Ángel integra o novo Conselho Executivo

Fotografia da entrada Budapeste, Hungria: Na Hungria de 1 a 4 novembro de 2018, o Reitor-Mor lembrou aos jovens do Movimento Juvenil Salesiano a importância de ter sonhos e de servir o próximo

Publicado no Boletim Salesiano n.º 572 de Janeiro/Fevereiro de 2019

Artigos Relacionados