Salesianos criam Comissão para a Inteligência Artificial

A Congregação Salesiana criou uma Comissão Internacional para a Inteligência Artificial (IA). Comissão vai debruçar-se sobre o potencial da IA para a comunicação e a educação, as implicações éticas da IA e a sua utilização na promoção da justiça social e da assistência aos marginalizados.

Para acompanhar os sinais dos tempos, colher os benefícios da tecnologia de Inteligência Artificial em rápida evolução e capacitar a Família Salesiana o tema da IA, o Setor para a Comunicação Social da Congregação Salesiana criou uma Comissão Salesiana Internacional para a Inteligência Artificial.

“O objetivo principal desta comissão é refletir sobre a Inteligência Artificial numa perspectiva interdisciplinar e orientar os salesianos e os educadores que trabalham em estreita colaboração com os jovens”, explicou o Conselheiro Geral para a Comunicação Social e presidente da Comissão, Pe. Gildásio Mendes, durante a primeira reunião da comissão, no dia 7 de maio.

O grupo reúne elementos das sete regiões salesianas, incluindo salesianos e leigos, “professores, investigadores, filósofos, profissionais criativos, especialistas em informática e na indústria”, anunciou o Pe. Gildásio.

Os membros da comissão são o Conselheiro Geral para a Comunicação Social, Pe. Gildásio Mendes; Pe. Ricardo Campoli, do Setor de Comunicação Social; Pe. Ernest Rosário; Hemerson Pistori, do Brasil; Charo Fernandez, da Província Salesiana de Madrid, Espanha; Cristina del Aquila, da Província de Barcelona, Espanha; Brendan Chua, dos Estados Unidos da América; Esteban Inga Ortega, do Equador; e os sacerdotes salesianos Pe. Paul Dungca, das Filipinas; Pe. Arockia Selvakumar, da Índia; Pe. Felix Olamide, da Nigéria; e Pe. John Paul Swaminathan, de França.

A Comissão Salesiana Internacional para a Inteligência Artificial vai debruçar-se sobre o potencial da IA para a comunicação e a educação, as implicações éticas da IA e a sua utilização na promoção da justiça social e da assistência aos marginalizados.

Leia também  Jornada Mundial da Juventude: "Panamá in Lisbon"

A Comissão responde também ao repto lançado pelo Papa Francisco na Mensagem para o Dia Mundial da Paz, nomeadamente no impacto que esta tecnologia terá “na vida dos indivíduos e da sociedade, sobre a estabilidade e a paz” e “na educação”.

Artigos Relacionados