Presença Salesiana de Évora comemora 95 anos

Os Salesianos comemoraram no dia 19 de fevereiro os 95 anos da sua chegada à cidade de Évora.

O dia 19 de fevereiro de 1926 marcou a data da compra e escritura do terreno da Quinta do Leitão, ou Quinta da Saudade, às Portas de Alconchel. Nesse mesmo dia, e de forma bastante humilde, fixou residência no terreno aquela que foi a primeira comunidade salesiana, constituída pelos padres Luís Sutera e Carlos Frigo.

O Oratório de Évora na Quinta da Saudade em 1926-27

O início da obra salesiana, no distante ano de 1926, aconteceu no contexto da renovação da Arquidiocese de Évora, após os tempos conturbados da 1.ª República que ficaram marcados por um pendor anticlerical. Foi do então Arcebispo de Évora, D. Manuel Mendes da Conceição Santos (cujo processo de beatificação se encontra a decorrer), que partiu a iniciativa, bem como o estabelecimento de contactos que levaram à sua concretização. Já no decorrer do ano de 1925, o padre Luís Sutera esteve por duas vezes na capital alentejana com o objetivo de tratar do local para a obra numa fase onde ainda era notório um ambiente de hostilidade para com o clero.

Passados os tempos iniciais, já no ano letivo 1926/27 frequentavam o Oratório de São José, designação inicial dos Salesianos de Évora, 40 alunos. No início do ano letivo de 1929/1930 funcionavam já turmas de todos os anos da instrução primária.

Hoje os Salesianos de Évora têm uma oferta educativa que vai do Berçário, Creche e Pré-escolar, até ao Ensino secundário, frequentada por mais de 650 alunos. Cerca de 650 inscritos frequentam as atividades extracurriculares do Artisport e do Musicentro e perto de 200 utentes recebem apoio do Serviço Social dos Salesianos, o SolSal Évora. A presença salesiana na cidade alentejana inclui ainda a Paróquia de Nossa Senhora Auxiliadora e Livraria Salesiana, no centro da cidade, na Rua Luís de Camões.

Leia também  Comunidade de Vida: Homenagem nos 50 anos de sacerdócio do Pe. Jerónimo da Rocha Monteiro
O diretor dos Salesianos de Évora, Pe. Simão Cruz

No aniversário, o Diretor, Pe. Simão Cruz, partilhou uma mensagem de agradecimento em que recordou “o bem realizado a favor de tantas crianças e jovens que aqui aprenderam a crescer como «bons cristãos e honestos cidadãos»”. “Hoje é dia de um sincero e comovido bem-haja a tantos amigos e benfeitores que nos ajudaram a ser o que hoje somos”, referiu. O diretor agradeceu ainda aos educadores, passados e presentes, que colaboram no projeto salesiano para o bem das várias gerações, e aos alunos e famílias pela escolha do projeto educativo e de formação cristã que os Salesianos de Dom Bosco oferecem.

Artigos Relacionados