Meetup Digital Salesiano de Comunicação: Escrita

O segundo dia do Meetup Digital Salesiano de Comunicação, promovido pela equipa Provincial de Comunicação da Fundação Salesianos, foi reservado ao workshop de Escrita, e contou com a presença de mais de 60 participantes, entre os quais colaboradores das diferentes casas salesianas, SDB, FMA, membros da Família Salesiana e do Movimento Juvenil Salesiano.

O formador, Pedro Miguel Coelho, assessor de comunicação da Movijovem, começou por reconhecer a importância de “escrever bem, de forma sintética e direta”. Com enfoque específico na escrita para web, este workshop pretendeu, em termos gerais, reconhecer a importância de uma comunicação escrita clara para conseguirmos veicular mensagens no meio online; bem como aplicar, de forma satisfatória, as regras básicas da escrita de notícias e de outros conteúdos informativos.

Depois da apresentação dos participantes, Pedro Miguel Coelho começou por fazer o retrato “passo-a-passo” do que é uma notícia, destacando os vários elementos que a compõem: título, lead e corpo. “O título é tudo” foi uma máxima que quis transmitir, alertando para a necessidade de criar títulos atrativos, concisos e claros, mas não ambíguos. O formador partilhou ainda algumas características deste tipo de texto jornalístico, que deve contemplar “frases e parágrafos curtos”, sublinhando que não se trata “de um relatório ou ata”, uma vez que conta o que se passou “com vivacidade”.  “Uma notícia deve dar-nos uma novidade, caso contrário não é notícia”, referiu o Pedro Miguel Coelho.

Quando questionado sobre se uma notícia deve ou não passar emoção, Pedro Coelho sublinhou: “quando escrevemos um texto vai com ele um pouco da nossa identidade”, contudo, “uma notícia deve ter pouca emoção do autor”, concluiu.

Escrita para web

Leia também  Semana E-vangelizar reuniu mais de 1680 agentes pastorais

Uma vez que a formação recaiu sobre escrita para web, Pedro Miguel Coelho deixou algumas dicas sobre como aproveitar os recursos online disponíveis, nomeadamente: hiperligações, elementos multimédia ou o acesso fácil a fontes. Destacou, ainda, a facilidade de atualização dos textos, bem como a possibilidade de tornar global algo local.

O formador procurou, ainda, orientar os formandos para a produção de conteúdo escrito com exemplos práticos. “A especificidade do meio online permite-nos criar conteúdo mais interessante, com recurso a imagem, vídeo e som”, sugeriu.

Uma vez que o perfil dos participantes era muito variado esta foi uma formação com uma parte prática muito forte, mas que foi capaz de dar resposta a alguns dúvidas e questões de quem, produz, diariamente, conteúdos para as diferentes plataformas e canais da obra Salesiana.

Artigos Relacionados