“Fratelli tutti”: Nova encíclica do Papa apela à fraternidade e à amizade social entre todos os homens

Francisco, o santo “que se sentia irmão do sol, do mar e do vento, sentia-se ainda mais unido aos que eram da sua própria carne”, escreve Francisco, o Papa, no início da sua nova Carta Encíclica, a terceira do seu pontificado e a segunda a colher inspiração no Santo do “amor fraterno”.

Fratelli tutti. Todos irmãos. “Com poucas e simples palavras, explicou o essencial duma fraternidade aberta, que permite reconhecer, valorizar e amar todas as pessoas”.

O texto, assinado pelo Papa no dia 3 de outubro sobre o túmulo de São Francisco, em Assis, tem como subtítulo “Sobre a fraternidade e a amizade social” e é nas palavras de Francisco uma “encíclica social”, a sua contribuição para a reflexão sobre o caminho da Humanidade e para a reação aos “sinais de regressão” da história.

Como em textos anteriores, o Papa critica vários aspetos da economia global que impossibilitam uma verdadeira universalidade dos direitos humanos. Lembra a “função social da propriedade” para dizer que “o direito de alguns à liberdade de empresa ou de mercado não pode estar acima dos direitos dos povos e da dignidade dos pobres; nem acima do respeito pelo ambiente”. Denuncia “o descarte mundial” do ser humano, quer pela “obsessão” pela redução dos custos laborais quer pela “acumulação sempre maior de poucos”, dos idosos e das pessoas com deficiência, dos migrantes. E sublinha que “o descarte assume formas abjetas, que julgávamos já superadas, como o racismo”. “O racismo é um vírus” que se dissimula, não desaparece. Denuncia também a política reduzida a “receitas efémeras de marketing”, o diálogo e a paz como “sonhos desfeitos” em várias partes do mundo e recorda “o sonho de uma Europa unida”.

Francisco explica que esta mensagem é a sua contribuição pessoal para a reflexão, à luz das suas “convicções cristãs” mas que procurou escrevê-la de forma que a “reflexão se abra ao diálogo com todas as pessoas de boa vontade”.

Leia também  Novas publicações salesianas: biografia do P. Paulo Albera e “O serviço do diretor salesiano”

A Encíclica pode ser lida no portal da Santa Sé em www.vatican.va.

Artigos Relacionados