fbpx

Boletim Salesiano de Itália: “Um bairro no fim do mundo”

Irmã Elvira Nadais, Filha de Maria Auxiliadora do Estoril, trabalha há mais de 50 anos no antigo Bairro do Fim do Mundo. O Boletim Salesiano italiano publicou na edição de março duas páginas dedicadas à obra das Filhas de Maria Auxiliadora no Bairro do Fim do Mundo, na Galiza – Estoril, hoje conhecido como o Bairro Novo do Pinhal.

Esta obra foi iniciada pela Irmã Elvira Nadais, Filha de Maria Auxiliadora do Estoril, que se dedica há mais de 50 anos (1966) a trabalhar no bairro, ajudando as famílias mais carenciadas, apoiando os idosos, incentivando os mais jovens a não abandonar a escola, a não se deixar cair na marginalidade.

A Ir. Elvira, 80 anos, começou a sua obra numa barraca igual às barracas dos moradores do bairro, na altura maioritariamente de etnia cigana. Hoje, reconhecido o valor social do seu trabalho e do trabalho de salesianas, funcionários e voluntários, próximo do local, existe o Centro Social Nossa Senhora de Fátima que tem o apoio da autarquia. 

O Centro tem vários serviços: reforço escolar para as crianças e adolescentes mais desfavorecidos, que permite acompanhar os alunos em matérias que as famílias não conseguem assegurar, articulando-se com as escolas, a Divisão de Intervenção Social da Câmara Muncipal e outros parceiros sociais; pastoral e formação humana e cristã; apoio à comunidade, especialmente a famílias pobres da zona de Cascais/Estoril, através da recolha e distribuição de géneros alimentares; e a Ludoteca, que é um “espaço educativo informal” e espaço de lazer de livre frequência para toda a comunidade.

No Youtube é possível ver o graffiti pintado por jovens do bairro em homenagem à Ir. Elvira na fachada de um prédio.

Leia também  Brasil: 40 jovens Ianomâmi batizados

“A Ludoteca é comparável ao Oratório Salesiano, na medida em que promove experiências de socialização e amizade, desempenha um papel educativo, oferece atividades recreativas, educativas e culturais, incluindo apoio escolar. Mas o que a distingue de outras obras na zona é o bater do coração salesiano que pulsa em todas as atividades, cria uma família e faz com que todos se sintam individualmente amados”, escreve Emilia Di Massimo no BS italiano.

Artigos Relacionados