Artémides Zatti: uma vida a recordar

Artémides Zatti nasceu no dia 12 de outubro de 1880, em Boretto, província de Reggio Emilia, em Itália. A sua família, pressionada pela pobreza, decidiu emigrar para a Argentina e foi aí que Zatti conheceu os Salesianos. Zatti passava a maior parte do seu tempo livre na paróquia, que estava à responsabilidade dos Salesianos. Com toda essa vivência sentiu a vontade e o chamamento de se tornar salesiano. Queria ser sacerdote.

Ao cuidar de doentes tuberculosos, contraiu também a doença. Pediu a Maria Auxiliadora a graça da cura, com a promessa de dedicar toda a vida ao cuidado dos doentes.
Já restabelecido, Zatti compreendeu a vontade de Deus e o caminho que tinha traçado para si, concluindo que, graças à vocação de salesiano coadjutor, poderia cumprir, da melhor forma, a promessa que tinha feito a Nossa Senhora. Assim, fez os votos religiosos como salesiano coadjutor.

Foi um trabalhador incansável, ajudando sempre todos os que mais precisavam.

Em 1950, caiu de uma escada e foi nessa ocasião que se manifestaram os sintomas de um tumor maligno, que ele mesmo diagnosticou. Continuou, entretanto, a cumprir sua promessa por mais um ano, até que, depois de muito sofrimento, partiu para junto do Pai, a 15 de março de 1951, cercado pelo afeto e pela gratidão de toda a população.

A sua compaixão e a sua presença alegre curavam, o seu testemunho de fé e esperança, o seu zelo apostólico aos doentes, e o seu amor a Jesus levaram este servo de Deus à sua beatificação.

Recentemente, o Papa Francisco autorizou a Congregação das Causas dos Santos a promulgar o decreto relativo ao milagre atribuído à intercessão do Bem-aventurado Artémides Zatti.

A data da canonização de Artémides Zatti será decidida pelo Sumo Pontífice no decorrer de um consistório ordinário.

Leia também  Capítulo Geral 28: A Estátua de Dom Bosco

Leia a biografia completa aqui

Artigos Relacionados