Alunos Salesianos de Manique apresentam “Pátio Dom Bosco” na final do concurso de robótica da Fundação Endesa

Uma turma do 6.º ano dos Salesianos de Manique participou na primeira edição do concurso de robótica da Fundação Endesa em Portugal. Final do concurso RetoTech realizou-se no dia 29 de maio e pôs à prova conhecimentos e criatividade.

Uma turma dos Salesianos de Manique participou na primeira edição do concurso de robótica da Fundação Endesa em Portugal, que promove a criação de projetos educativos inovadores com uso de tecnologias como a robótica e a impressão 3D. O objetivo do concurso RetoTech é encontrar um problema e a sua solução aplicando os conhecimentos de robótica aprendidos. Os alunos do 6.º G e um aluno do 5.º G dos Salesianos de Manique levaram o “Pátio Dom Bosco” à final do concurso de robótica da Fundação Endesa

Depois do sucesso nas suas nove edições em Espanha que envolveram 4.600 professores e mais de 69.600 alunos, a Fundação Endesa estendeu o desafio aos alunos e professores das escolas portuguesas: desenvolver um projeto tecnológico que resolva alguma necessidade real do seu meio circundante, utilizando técnicas como a robótica para o efeito.

Numa primeira fase, a escola participou em sessões de formação focadas nos três blocos do programa: formação tecnológica, iniciação à robótica com Bitbloq e desenho e impressão 3D, e, em seguida, passou às atividades em sala de aula com desafios propostos, que envolveram a participação direta dos alunos.

No projeto final os alunos apresentaram o “Pátio Dom Bosco”, onde usaram os conhecimentos adquiridos e os materiais fornecidos pela Fundação Endesa e pela Bitbloq. Construíram robôs que representam os alunos, um robô que toca o hino da escola e faz correr a água da piscina, e uma turbina eólica cuja energia simboliza a alegria no pátio. No centro do pátio a figura de Dom Bosco e atrás dele o “mural” com as bandeiras das 37 nacionalidades dos alunos que frequentam a escola dos Salesianos de Manique e que recordam que o pátio é um local de brincadeira, de jogos, de gargalhadas, de afetos, que não distingue nacionalidades.

Leia também  Páscoa Jovem: um dia de retiro, de encontro e de escuta de Jesus

Cada projeto foi avaliado por um júri de acordo com a sua originalidade, criatividade, funcionalidade e beleza. O projeto foi desenvolvido nas aulas de Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC e Robótica) com a orientação da professora Paula Torres Mendes e do técnico informativo da escola Nuno Alves, e a colaboração dos professores do Conselho de Turma. Hugo Ribeiro, Liliana Bispo, António Martinho e do fotógrafo da Fundação Salesianos João Ramalho.

Artigos Relacionados