fbpx

Retiro MJS online: “No silêncio, Deus não está calado”

Salesianos > Artigos > Retiro MJS online: “No silêncio, Deus não está calado”

Esta Quarentena tem sido para os cristãos um grande desafio de fé. Do isolamento social às nossas novas vidas viradas do avesso, do papel de Deus em tudo isto à nossa relação com a morte, têm-se levantado todo o tipo de questões. E o desafio eleva-se quando vivemos o nosso tempo maior neste contexto. Vimos como a Quaresma em tudo espelhava o momento que vivemos, e então demos-lhe um sentido mais real: multiplicámos esforços para conviver com sacrifícios, ajudámos o outro, rezámos mais. Mas, eis que chega a Páscoa, a Alegria da Ressurreição! Como dar testemunho da verdadeira alegria da maior prova de amor de Jesus para connosco em tempo de morte e dor? Como ser otimista, à luz da nossa Espiritualidade, se no mundo esta batalha parece não ter fim?

Para quem está, há mais de um mês, sozinha e completamente isolada do contacto humano por pertencer a um grupo de risco, esta alegria e otimismo podem parecer ainda mais difíceis de encontrar; contudo, a sede de partilhar os dons deste tempo de Páscoa é ainda maior quando se vive a fé a sério. Foi assim que me inscrevi no Retiro online do MJS europeu, que decorreu entre os dias 14 e 17 de abril. Quando entrei na primeira sessão de Lectio Divina, orientada por Pe. Fábio Attard, não imaginava que iríamos reunir 230 jovens dos quatro cantos do mundo (33 países) e muito menos que havia de receber uma infinitude de Graças.

De manhã, refletimos sobre temas bíblicos e salesianos – o chamamento de Samuel, o sonho dos 9 anos, a Samaritana e a vida de Domingos Sávio – na perspetiva do tempo que vivemos. Cada uma das palavras de D. Fábio falaram muito à minha vida e levaram-me a discernir até sobre aqueles assuntos dos quais tentamos fugir. De tarde, as partilhas foram muito ricas e lugar de grande crescimento. Jovens da Índia, Filipinas, Austrália, Sri Lanka, Zâmbia, China, Sibéria (Rússia), EUA, México, Malta, Reino Unido, Itália, todos colocámos em comum as diversas realidades de quarentena e a mesma sede deste Deus de Amor na nossa vida. Foi um pontapé de saída para que o MJS mundial seja cada vez mais comunhão neste carisma pelo qual bate o nosso coração. Na despedida, fomos abençoados com a presença surpresa do Reitor-Mor que rezou connosco e nos impeliu a darmos, neste momento que atravessamos, verdadeiro testemunho de cristãos salesianos.
Hoje, fortalecida por estes dias, a alegria do Ressuscitado transborda no meu coração e os meus pés estão prontos para o testemunho. Como D. Fábio nos disse, “no silêncio, Deus não está calado”. Que nos silêncios duros desta quarentena, encontremos um Pai que nos ama incondicionalmente e quer caminhar connosco para vencermos juntos o Seu verdadeiro desafio –  descobrirmos sempre o melhor da nossa história para cumprirmos o plano de felicidade que sonhou para nós.

Artigos Relacionados