Movidos pela esperança: A vida que tudo renova

Editorial do Boletim Salesiano n.º 586 de Maio/Junho de 2021

Continuamos a percorrer este ano “Movidos pela Esperança”, impulsionados pelo lema do nosso querido Reitor-Mor, Pe. Ángel Artime, neste tempo trágico e ameaçador. Recorremos, então, a Nossa Senhora, como nos ensinou Dom Bosco, pois Ela é para nós “Mãe da Esperança”, Auxiliadora, presença materna em todos os momentos. Ela que experimentou também momentos de incerteza, angústia, sofrimento.

Podemos imaginar como terá vivido um desses momentos mais duros, a paixão de Jesus, com extrema dor, tristeza, mas, ao mesmo tempo, com plena confiança de que esse era o caminho para a vitória gloriosa da ressurreição.

Recordo um episódio do filme “A Paixão de Cristo”, de Mel Gibson, em que o realizador coloca o encontro de Nossa Senhora com o seu Filho no momento em que Ele cai sob o peso da cruz a caminho do Calvário. Nessa cena, Maria corre de imediato para Jesus, como fazia quando acudia pressurosamente as suas quedas de criança e, aproximando o seu rosto do de Jesus, diz-Lhe: “Estou aqui”!

E é então que o realizador coloca a passagem de Ap 21,5 na resposta de Jesus: “Vê, Mãe, faço novas todas as coisas”!

Vale a pena reler o sábio Papa Bento XVI (Spe Salvi, 27): «A verdadeira e grande esperança do homem, que resiste apesar de todas as desilusões, só pode ser Deus – o Deus que nos amou, e continua a amar-nos “até ao fim”, “até à plena consumação” (cf. Jo 13,1 e 19,30). Quem é atingido pelo amor começa a intuir em que consistiria propriamente a “vida”. […] A vida, no verdadeiro sentido, não a possui cada um em si próprio sozinho, nem mesmo por si só: aquela é uma relação. E a vida na sua totalidade é relação com Aquele que é a fonte da vida. Se estivermos em relação com Aquele que não morre, que é a própria Vida e o próprio Amor, então estamos na vida. Então “vivemos”.»

Leia também  Maria: descanso de Deus

Participemos desta confiança de que a vida, quando é vivida em Cristo, pelo Espírito que nos é dado, leva a que tudo se renove, que tudo ganhe um novo entendimento, uma força de realização, uma visão para lá das dificuldades, uma fecunda esperança.

«Santa Maria, Mãe de Deus, Mãe nossa,
ensinai-nos a crer, esperar e amar convosco.
Indicai-nos o caminho para o reino!
Estrela do mar, brilhai sobre nós
e guiai-nos no nosso caminho!»
(Spe Salvi, 50)

Artigos Relacionados