Amada por Deus: Maria, Mãe

Editorial do Boletim Salesiano n.º 562 de Maio/Junho de 2017.

“Ao sexto mês, o anjo Gabriel foi enviado por Deus a uma cidade da Galileia chamada Nazaré, a uma virgem desposada com um homem chamado José, da casa de David; e o nome da virgem era MARIA”. (Lucas 1, 26-27)

Sempre que se ouve ler esta bela página do Evangelho, percebe-se perfeitamente que, com a pronúncia deste nome, começou a história da humanidade.

Para os antigos, mais do que para nós hoje, a escolha do nome tinha um significado de presságio, de augúrio: queria exprimir o destino daquele ou daquela que o recebia, a sua missão. Maria, Myriam em aramaico, a língua falada por Jesus, dizem os estudiosos, significa “grande senhora”, “princesa”.

Mas, segundo os mesmos estudiosos, parece que é mais provável que o nome Maria seja derivado da língua egípcia. De facto, a primeira vez que aparece na Bíblia a referência a alguém com o nome Maria, é à irmã de Moisés e Arão, nascida como eles durante a escravidão do Egipto (Ex 2, 8). Moisés e Arão são dois nomes egípcios, por isso é lógico pensar que também a sua irmã Maria tenha um nome egípcio. Myriam, em egípcio, tem o significado de “Amada por Deus”.

Sendo assim, a jovem hebreia que Deus tinha escolhido para ser a mãe do Messias tinha marcado como sinal, mesmo no nome, o seu maravilhoso destino, a sua missão, a sua grandeza: MARIA, AMADA POR DEUS.

Aprendamos a pronunciar sempre com amor o nome bendito Maria, que encerra em si mesmo o mistério daquela que deu a carne e o sangue ao Filho de Deus e que – maravilha das maravilhas –, é também a nossa mãe.

Leia também  Colômbia, V Festival das Bandas Sinfónicas: Salesianos educam crianças e jovens através da música

A celebração do centenário das aparições de Maria, a Senhora do Rosário, em Fátima, é um grande privilégio que demonstra predileção de Deus e sua Mãe pelos seus filhos.

O compromisso de fé e devoção assumido pelos nossos antepassados nos anime a continuar fiéis à missão assumida e partilhada pelos três Pastorinhos de “penitência e oração” e a considerar sempre mais Portugal Terra de Santa Maria. 

Artigos Relacionados