Salesianos do Líbano

Líbano: Salesianos mobilizam-se para apoiar as famílias afetadas pela explosão em Beirute

A terrível explosão que devastou Beirute a 4 de agosto de 2020 arrasou a economia do país. Muitas famílias perderam a sua casa e os seus bens. A Procuradoria Missionária salesiana “Missões Dom Bosco” de Turim mobilizou-se imediatamente para dar apoio aos salesianos locais e, graças à ajuda de inúmeros benfeitores, conseguiu restaurar a serenidade e confortar 189 famílias.

Devastado por uma longa e complexa crise sociopolítica e económica, agravada pela pandemia da Covid-19, o Líbano sofreu mais uma enorme catástrofe. Uma explosão que, provavelmente, terá sido causada por um incêndio no interior de um depósito abandonado de nitrato de amónio no porto de Beirute, arrasou toda a área circundante e destruiu a maioria dos bairros adjacentes.

Nos primeiros dois dias a seguir à explosão, o fluxo de ambulâncias era ininterrupto; os hospitais da capital entraram literalmente em colapso. O já fragilizado sistema de saúde, constantemente enfraquecido pelas faltas de eletricidade e material médico e pela emergência da Covid-19, teve de enfrentar esta tragédia, a 4 de agosto, nas piores condições possíveis.

Os Salesianos do Líbano envolveram-se de imediato na resposta aos numerosos pedidos de ajuda. O plano de emergência centrou-se principalmente na distribuição de bens de primeira necessidade, alimentos, artigos médicos, acolhimento, assistência económica a 189 famílias (cujas casas ou trabalho tinham sido severamente afetados) e financiamento de bolsas de estudo para meninos e meninas.

Os donativos dos Benfeitores das Missões Dom Bosco foram enviados à missão libanesa, que pôde responder, de forma célere, com um plano de assistência de emergência, concebido para aliviar e mitigar o impacto socioeconómico, o sentimento de perda e a comoção que se seguiram após a explosão.

O projeto dividiu-se em cinco áreas, com algumas famílias a beneficiarem de mais de uma resposta:

  • Apoio financeiro oferecido a 43 famílias sírias e 46 famílias libanesas, (de 165$ a 1990$, estabelecido após análise de cada caso e de acordo com o nível de destruição da casa);
  • Assistência médica garantida a 80 famílias libanesas e a 24 sírias;
  • Cabazes de alimentos distribuídos a 80 famílias libanesas, 61 sírias e 34 iraquianas;
  • Acolhimento e refeições para 24 famílias sírias e 48 iraquianas (Casa de hospedagem de Al-Housson);
  • Bolsas de estudo entregues a 41 alunos libaneses (rapazes e meninas entre os 14 e os 18 anos) que frequentam o Don Bosco Technique Institute, em Al Fidar.
Leia também  Haiti, “Lakay Don Bosco”: uma segunda oportunidade para os meninos de rua

Para resolver a situação do Líbano, tudo isto certamente é muito pouco. Mas para restituir o sorriso a tantas crianças, rapazes e jovens, e um pouco de serenidade a muitíssimos pais, o auxílio salesiano revela-se fundamental.

Artigos Relacionados