fbpx

Idanha-a-Nova: 21 mil escuteiros de todo o país no ACANAC

Salesianos > Notícias > Idanha-a-Nova: 21 mil escuteiros de todo o país no ACANAC
BS/AGÊNCIA ECCLESIA/CNE | set 20, 2017
Vinte e um mil escuteiros participaram no Acampamento Nacional de Escuteiros , que decorreu este verão no Campo Nacional de Atividades Escutistas em Idanha-a-Nova.

Vinte e um mil escuteiros participaram no Acampamento Nacional de Escuteiros (ACANAC), que decorreu de 30 de julho a 6 de agosto no Campo Nacional de Atividades Escutistas, uma propriedade de 79 hectares em Idanha-a-Nova. Dos ambientes salesianos participaram o Agrupamento 75 do Estoril (36 exploradores e 4 dirigentes), 320 de Évora (22 pioneiros e 7 dirigentes) e 34 de Vendas Novas (4 exploradores, 12 pioneiros e 2 dirigentes). O lema deste ACANAC foi “Abraça o Futuro”, partindo dos apelos do Papa Francisco na Carta Encíclica Laudato si’ “Sobre o Cuidado da Casa Comum”.

Para além de milhares de tendas, um acampamento desta dimensão implica montar uma pequena cidade: hospital, enfermarias, refeitórios, supermercados, heliporto, cozinhas, mesas, oratórios e abrigos. Um dos elementos importantes na vida em campo é a construção das estruturas, tarefa que começa meses antes com projeto e maquete, muita criatividade e desafios como o de um agrupamento de Vila Real que resolveu a construção com materiais reciclados, madeira reciclada ou de espécies invasoras, e cartão e pacotes de leite usados em vez de telhas. A alimentação saudável e a redução de desperdícios são também premiados: em campo são os escuteiros que preparam as suas refeições, definem a ementa e fazem as compras. “Interessa pensar em que jovens queremos para o futuro e não que futuro queremos para os jovens”, disse aos jornalistas Ivo Faria, o chefe do Corpo Nacional de Escuteiros, no encerramento.

Na edição deste ano, ano do Centenário das Aparições de Fátima, a Imagem Peregrina da Virgem acompanhou os escuteiros ao longo do acampamento. Os escuteiros receberam ainda a visita de alguns elementos do governo, do Presidente da República e do Bispo Auxiliar de Lisboa, D. Joaquim Mendes, sdb.

O 23.º ACANAC terminou com o concerto do grupo “D.A.M.A.” e foi marcado por um momento de oração proposto por um dos elementos da banda, também ele escuteiro. 

Publicado no Boletim Salesiano n.º 564 de Setembro/Outubro de 2017