fbpx

Festival Clip D. Bosco 2020 em formato diferente

Salesianos > Notícias > Festival Clip D. Bosco 2020 em formato diferente

O Festival Clip D. Bosco 2020, Festival Salesiano de Curtas-Metragens, decorreu no 31 de maio num evento online e incluiu este ano pela primeira vez um Concurso de Fotografia. O festival decorreu na plataforma Zoom, com emissão para o público no Youtube, e contou com a intervenção do júri e de alguns participantes que defenderam os seus trabalhos.

Com base no tema do ano pastoral 2019-2020 das Escolas Salesianas, o mote para as duas modalidades a concurso foi a frase “És Missão”. As limitações que o tempo de pandemia e isolamento causaram não permitiram que o concurso de Curtas-Metragens tivesse a participação habitual. O realizador Pedro Rosado, com Ana Maria Martins, dos Salesianos de Lisboa, apresentaram a curta-metragem “Jardim”, comentada no final pelo realizador de cinema e professor dos Salesianos de Lisboa, Henrique Pina.

“Jardim” de Pedro Rosado e Ana Maria Martins

O concurso de Fotografia recebeu trabalhos de 14 participantes, de Portugal e de Cabo Verde, que foram partilhadas na rede social Instagram. O júri, constituído por Rui Madeira, Henrique Pina, Mariana Santana, Nuno Camelo e Inês Ferraz, distinguiu o trabalho de José Almeida dos Salesianos de Mogofores.

Fotografia vencedora de José Almeida

O Delegado Nacional da Pastoral Juvenil Salesiana, Pe. Álvaro Lago, afirmou ser uma grande alegria a realização do festival apesar dos condicionamentos, e deixou uma mensagem a todos: “Creio que Dom Bosco, já no seu tempo, encontrou uma fórmula para juntar Deus, os jovens e as artes que resulta tão só em beleza. Este Clip D. Bosco é um momento de valorizarmos aquilo que nós fazemos porque estamos nesta mistura, nesta mescla em que conseguimos oferecer e percecionar o belo”.

O Provincial, Pe. José Aníbal Mendonça, agradeceu a persistência e a coragem de todos os participantes e elementos da organização que permitiram a realização do Clip D. Bosco neste ano. Por fim, em dia de Pentecostes, recordou a felicidade da coincidência da data e recordou que “o Espírito Santo se serve de muitas formas criativas para manifestar o amor de Deus e, sem dúvida, uma das mais belas é a arte”.

Artigos Relacionados