fbpx

Mato Grosso, Brasil: Missionário entre os Bororos

Salesianos > Artigos > Mato Grosso, Brasil: Missionário entre os Bororos

Sou Salesiano de uma Província com uma grande história de trabalho missionário entre os indígenas, de modo especial, entre os Bororos. Ao longo da minha formação religioso-salesiana, fui lendo e conhecendo algo mais, acerca dessa história.

O grande testemunho de vida dos irmãos missionários foi determinante para o nascimento do meu desejo de estar com os índios Bororos. Tive, durante o noviciado, a oportunidade de visitar todas as missões indígenas da Província. Quando cheguei a Merúri foi amor à primeira vista. Um povo acolhedor, feliz, mesmo no meio de dificuldades. Todo esse clima me chamou muito a atenção. Em todos esses factos Deus me foi confirmando no coração o sonho de ser missionário entre os Bororos, e com eles construir o Reino de Deus.

Os Povos Indígenas no Brasil são muito discriminados. Um grande desafio é conseguir mudar a mentalidade das pessoas, levando-as a ver no indígena um nosso… irmão. Outro desafio é motivar os Bororos a serem protagonistas da sua história, a lutarem pelos seus direitos. Não deixa, porém, de ser angustiante constatar a influência negativa das estradas que atravessam o território indígena, e das cidades vizinhas, onde os jovens entram em contacto com a bebida e as drogas, prejudicando a própria saúde e a paz na Comunidade. A defesa da terra, da cultura, da vida, da fé… são outros tantos desafios ‘importantes’, que todos os dias, com a ajuda da Divina Providência, eu procuro aceitar e vencer.

A minha maior alegria é a que vem da certeza de ser continuamente amado por Aquele que um dia me chamou a ser salesiano missionário entre os Bororos: essa certeza e essa fé motivam-me, todos os dias, a fazer o bem a estes meus irmãos. É motivo de alegria para mim estar com eles; participar dos seus valores culturais e religiosos; celebrar a Eucaristia; partilhar a Palavra de Deus; viver cada dia, pondo em prática o que Dom Bosco escreveu a Cagliero (que estava nas missões): «Façam o que puderem: Deus fará o que nós não pudermos fazer»!

Queridos jovens, não tenham medo! Deus espera-nos nos irmãos: sobretudo nos mais necessitados. Deus precisa apenas de uma coisa em nós: de um coração generoso. Talvez alguém se pergunte: «Que vou eu fazer no meio dos índios?». Respondo: «Não se preocupe com o que vai fazer! Basta que se coloque à disposição de Deus. Ele chama e dá os meios necessários para realizar a missão. O nosso pai Dom Bosco ensinava que “Deus nos colocou no mundo para os outros”. Sejam corajosos e obedientes à voz do Bom Pastor que chama a segui-l’O mais de perto, como Missionários do Reino».

Publicado no Boletim Salesiano n.º 563 de Julho/Agosto de 2017

Próximos eventos

  1. Verão MJS 2020

    20 Julho - 24 Julho

Artigos Relacionados