fbpx

O programa da viagem do Papa a Turim

A viagem do Papa a Turim (21-22 de junho) será repleta de encontros com praticamente todas as realidades sociais da cidade – mundo do trabalho, jovens, religiosos, reclusos, migrantes, doentes, cristãos de outras confissões, e claro, os momentos dedicados aos dois principais motivos da visita: a exposição do Santo Sudário e a homenagem a Dom Bosco, no Ano do Bicentenário do seu Nascimento.

Para a Família Salesiana, o momento mais envolvente da viagem papal será o encontro com o Pontífice na Basílica de Maria Auxiliadora, programado para o início da tarde de domingo, 21 de junho. Vindo do Santuário da Consolata, o Santo Padre chegará, às 15 horas, à Basílica e irá ao altar de Dom Bosco para um momento de oração pessoal.

Depois de um cântico pela assembleia, será recitada uma oração a Jesus Eucaristia, seguida pela Ave-Maria cantada por um tenor. Em seguida o Reitor-Mor e X Sucessor de Dom Bosco, Pe. Ángel Fernández Artime, fará a saudação oficial ao Sumo Pontífice e entregará uma pequena lembrança.

Ouvir-se-á em seguida o discurso do Santo Padre, que terminará com a bênção de N.ª S.ª Auxiliadora. À saída da Basílica o Papa saudará os jovens animadores dos oratórios salesianos e diocesanos, os representantes do ‘Fórum Oratórios Italianos’ e muitos voluntários, dependentes, membros da Família Salesiana, e amigos de Dom Bosco em geral. O programa terminará pelas 16 (hora italiana).

Apesar deste contacto mais direto, todo programa da Viagem tocará de perto o mundo salesiano. E não podia ser diferente, em Turim, no Ano Bicentenário. No domingo, dia 21, o Papa almoçará com os jovens da casa de detenção “Ferrante Aporti” – que desde que foi aberta, em 1845, teve quase sempre salesianos como capelães – e na qual trabalha atualmente o Pe. Domenico Ricca, também salesiano.

Leia também  Dois salesianos entre os novos cardeais que o Papa criará

De tarde, depois do encontro na Basílica de Maria Auxiliadora e uma paragem na Igreja do Cottolengo, o Papa seguirá para a Piazza Vittorio para o encontro com os jovens e rapazes participantes do “Happening dos Oratórios e dos Jovens”, organizado conjuntamente pela Pastoral Juvenil – diocesana e salesiana. Trata-se de uma “Mini-JMJ”, pensada para acompanhar os jovens à redescoberta de uma das características do carisma salesiano, a paixão educativa, e se articulará em simultâneo com a Viagem Papal.

Artigos Relacionados