fbpx

Mensagem do Reitor-Mor aos jovens do MJS por ocasião da JMJ Rio 2013

Salesianos > Documentos > Mensagem do Reitor-Mor aos jovens do MJS por ocasião da JMJ Rio 2013

Rumo ao Rio de Janeiro 2013

Queridos amigos animadores do MJS,

Recordando a belíssima e inesquecível Jornada Mundial da Juventude (JMJ) da qual participámos em Madrid no ano passado, saúdo-vos agora com o coração de Dom Bosco, desejando-lhes que essa experiência que vivemos juntos continue a ser um forte estímulo para uma vida enraizada no amor e firmes na fé. Só assim terão a possibilidade de ser testemunhas, discípulos e apóstolos de Cristo nesta etapa da história que o Senhor nos concede viver, para enchê-la do sentido e da esperança que Jesus, com seu Evangelho, nos dá.

Eu vos escrevo tendo em vista a próxima JMJ que se celebrará no Rio de Janeiro, no mês de julho de 2013. Lá nos encontraremos novamente como MJS mundial, para refletir, rezar e celebrar o discernimento que, à luz da mensagem do Santo Padre, nos permita encontrar o que o Senhor espera de cada um de nós, como pessoas e todos como MJS.

As JMJ são uma autêntica manifestação da fé da Igreja e um modo significativo da Nova Evangelização; não são eventos espetaculares isolados, mas que percorrem um caminho de fé e, com uma grande força de convocação, atraem jovens de todas as partes do mundo. Elas converteram-se na descoberta cada vez mais clara do valor da sinergia, não somente para vencer com o testemunho da fé a solidão e o isolamento em que se encontram tantos jovens, mas também para que eles se encaminhem como discípulos do Senhor Jesus rumo a objetivos comuns pelos quais se faz mais visível, credível e eficaz a identidade que Cristo deu a seus discípulos: ser sal da terra e luz do mundo, cidades construídas sobre o monte.

Isso será possível com a condição de fazer das bem-aventuranças uma autêntica carta de identidade e um projeto de vida em que se concentrem a vocação à felicidade e o chamado à santidade. Não é suficiente ser felizes, também é preciso ser bons. E não basta ser bons; como cristãos, é importante ser felizes. Esse é o verdadeiro significado das bem-aventuranças, como programa de felicidade e santidade que se traduz em ser pobres de espírito, famintos de justiça, misericordiosos, puros de coração, amantes da paz.

O grande valor das JMJ é contar com o entusiasmo dos jovens, com a sua gratuidade e profecia, com o seu ânimo e a sua alegria, esta da qual tem tanta necessidade qualquer sociedade que sonhe em ser geradora do sentido da existência e da qualidade de vida. O mundo de hoje não pode ser evangelizado se não assumir o modelo da Igreja primitiva em Jerusalém, formada de pessoas que ficaram tão fascinadas com a vida de Jesus que puderam saborear a graça de uma comunidade unida, que, com um coração e uma alma, punham tudo em comum, alimentavam-se da palavra de Deus e da Eucaristia, fortaleciam-se com a oração, a ponto de chegar a ser um modelo cultural distinto e alternativo.

Estas palavras que vos dirijo querem ser um convite para que aproveitem o processo de preparação que fazem na vossa própria comunidade eclesial e com a animação oferecida a vós em cada inspetoria.

Antecipo-vos que a Jornada prevista para nosso encontro com todos os membros do MJS que estiverem presentes no Rio para a JMJ será no dia 24 de julho de 2013. A reflexão e a oração estarão em sintonia com a mensagem missionária de Jesus, a qual nos mostra o mundo inteiro como campo de missão: “Ide e fazei meus discípulos todas as nações” (Mt 28, 19).

Esse encontro no Rio servirá como um grande estímulo no nosso caminho de preparação para o Bicentenário de nascimento de Dom Bosco. De facto, já estamos prestes a iniciar nosso segundo ano do triênio que nos leva a 2015.

Um aspeto que pede uma atenção especial em relação ao próximo encontro no Rio é a preparação técnica que permita contar com uma conexão on-line mais ampla. Isso ajudará a oferecer a possibilidade de uma participação virtual a todos os que não puderem estar presentes no Rio de Janeiro para a JMJ.

Queridos jovens, saibam o quanto vocês são valiosos para a Sociedade e para a Igreja. Por isso, convido-vos a desenvolver todos os talentos com os quais o Senhor os enriqueceu para serem bons cristãos e cidadãos honrados pela sociedade, pessoas ao serviço dos demais, que possam renovar o mundo e enchê-lo de luz, de alegria e esperança.

Confio todos e cada um em particular aos cuidados e à guia maternal de Nossa Senhora Auxiliadora.

Com afeto, em Dom Don Bosco

Roma, 24 de julho de 2012

Padre Pascual Chávez V., SDB
Reitor-Mor

Artigos Relacionados