Mensagem do Reitor-Mor aos jovens (2022)

Mensagem aos jovens na Festa de Dom Bosco e no IV Centenário da Morte de S. Francisco de Sales, nosso patrono

Meus queridos jovens, envio a cada um de vocês a minha saudação com verdadeiro afeto e com todo o meu coração, desde Valdocco, onde estou celebrando hoje a festa do nosso querido pai Dom Bosco, o “Pai e Mestre da Juventude”, como declarou São João Paulo II. E, no momento em que lhes escrevo esta carta, quero dizer que acabo de rezar por vocês na Basílica, diante de nosso Senhor, diante de nossa Mãe Auxiliadora, diante de Dom Bosco, de Madre Mazzarello e de São Domingos Sávio, o santo adolescente dos primeiros anos do Oratório aqui em Valdocco.

Ontem, a Eucaristia foi transmitida pela televisão da Basílica de Maria Auxiliadora, e o Santo Padre, o Papa Francisco, declarou no momento do Ângelus que havia acompanhado a Eucaristia pela televisão, acrescentando que cumprimentava todos os salesianos por ocasião da festa de Dom Bosco, e lembrava-nos que o nosso Pai não se fechou nas sacristias das igrejas, mas saiu ao encontro das crianças e dos jovens, buscando o bem deles, sempre com criatividade. Sem dúvida, como Dom Bosco faria ainda hoje, e como devemos fazer para estar ao lado de vocês, para percorrermos juntos o caminho da vida.

Como o Santo Padre ama a Família Salesiana, a família de Dom Bosco! e que responsabilidade isso implica, porque devemos sempre dar o melhor de nós mesmos no serviço do Evangelho em nome do Senhor Jesus.

E vocês, queridos jovens, são os protagonistas desta história, assim como os meninos de Valdocco o foram com Dom Bosco. Neste ano em que comemoramos na Igreja o 4º Centenário da morte de um grande santo, o ‘gigante da santidade’ que foi São Francisco de Sales, a Família Salesiana de Dom Bosco, e vocês, jovens que dela participam, todos nós, somos chamados a viver a nossa fé cristã e o dinamismo juvenil que trazem no coração, com a caridade e a doçura ‘salesiana’ que São Francisco de Sales nos legou e Dom Bosco fez suas. Em 1854, o próprio Dom Bosco assim escreveu sobre o Oratório de Valdocco:

“Este Oratório é posto sob a proteção de São Francisco de Sales para indicar que o fundamento em que a congregação se assenta deve ser a caridade e a doçura, as virtudes características deste santo”. Para realizar a sua obra Dom Bosco inspira-se em São Francisco de Sales, o santo que entendeu como poucos que Deus e o seu amor misericordioso estavam no centro da sua vida e da sua história. Ele é o santo da ternura do coração modelado no coração de Deus Pai que, com a sua doçura, atrai todos a Si.

Leia também  Saudação do Papa Francisco aos doentes

Faço eco dessa sensibilidade e espiritualidade que recebemos de São Francisco de Sales através de Dom Bosco e, com a força da palavra com que o Papa emérito Bento XVI e o Papa Francisco se dirigiram aos jovens, desejo convidá-los, meus queridos jovens de todas as presenças salesianas do mundo, a viverem com grandes ideais, com grandes objetivos que os conduzirão pelo caminho da felicidade e para Deus.

Considerei muito bonito aquilo que, numa de suas mensagens dirigidas a vocês, jovens, o Papa Bento XVI lhes disse: “Caros jovens, não se contentem com menos do que a Verdade e o Amor, não se contentem com menos do que Cristo”. Uma bela proposta; vale a pena ser aceita com coragem, pois é bem possível que o ambiente social e cultural de muitos lugares onde vocês vivem não os ajudem nisso. O privilégio de não se contentar com menos do que Cristo em suas vidas é o de poder entregar-se e abandonar-se a Deus, o Deus que vive e convida todos nós a vivermos como Jesus viveu. Estou convencido de que é realmente um desafio corajoso ser um jovem cristão em nossos dias. E ao dizê-lo, não estou esquecendo muitos de vocês, queridos jovens das presenças salesianas do mundo, que professam outra religião. Desejo-lhes com verdadeiro afeto que vivam a própria fé em profundidade, sejam verdadeiros crentes na fé que professam e a vivam com autenticidade. O único Deus que existe e a quem todos nós nos dirigimos, estará sempre ao lado de vocês e saberá como encontrar-se com cada um. As casas de Dom Bosco e de toda a Família Salesiana no mundo inteiro têm e sempre continuarão a ter as portas abertas para todo jovem que se aproximar delas.

Ao mesmo tempo, com os meus irmãos salesianos, as minhas irmãs Filhas de Maria Auxiliadora e muitos outros que formam esta bela Família, faço eco às propostas que num certo momento o Papa Francisco e o Papa Bento lhes fizeram; e o faço por compreender que, assim como Dom Bosco fez com os seus meninos, estamos unidos pedindo-lhes que sejam corajosos, não tenham medo, se deixem surpreender por Jesus, o Senhor, abram para Ele as portas de seus corações, permitindo que Ele lhes fale. Ele sempre os surpreenderá levando-os pelo caminho da verdadeira felicidade: é o que vocês buscam, desejam e precisam.

Leia também  Manique/Bicesse por Mafalda Navarro

Meus queridos jovens, ouso dizer-lhes nesta festa de Dom Bosco que hoje, como sempre ou mais do que nunca, nosso Senhor precisa de vocês para serem discípulos missionários no Reino; Dom Bosco precisa de vocês, como precisava dos seus meninos em Valdocco, para fazer o bem a muitos outros; e muitos de seus companheiros e amigos precisam que vocês como apoio, para caminharem ao lado dos outros jovens que, com responsabilidade e generosidade, tomam a vida nas próprias mãos. O nosso mundo precisa de jovens que sintam ter a missão sonhada por Deus e se apaixonem por ela. Jovens que sintam que Deus tem um sonho e um belo projeto para cada um deles. Jovens com esperança e força, jovens, como diz o Papa Francisco, que não deixem roubar-lhes a esperança: “Um jovem não pode estar desanimado; é próprio dele sonhar coisas grandes, buscar horizontes amplos, ousar mais, ter vontade de conquistar o mundo, ser capaz de aceitar propostas desafiadoras e desejar contribuir com o melhor de si mesmo para construir algo superior. Por isso, insisto com os jovens para não deixar que lhes roubem a esperança (Christus Vivit, 15).

Concluo esta saudação, meus queridos jovens, desejando-lhes uma feliz festa de Dom Bosco e convidando-os a viver o ano todo em grande sintonia com Dom Bosco e com São Francisco de Sales. Eles continuarão a levá-los ao encontro do único que importa: Jesus Cristo, o Senhor. Recordo-me agora que na reunião do Conselho dos Responsáveis do Movimento Juvenil Salesiano (SDB MJS-LEADS) realizada em dezembro passado, após a aprovação das diretrizes do Conselho Mundial do SDB-LEADS, os jovens representantes em nível mundial foram unânimes na proposta de celebrar os 400 anos da morte de São Francisco de Sales. Os membros do Conselho Regional África-Madagascar ficaram encarregados da coordenação desse evento, do qual participarão os grupos do Movimento Juvenil Salesiano (MJS/AJS) das Inspetorias salesianos do mundo, como homenagem, gratidão, amor e devoção a este grande santo, inspirador do nosso amado Dom Bosco. Incentivo-os, queridos jovens, a dar atenção aos espaços de oração, às iniciativas em favor dos menos favorecidos e a tornar conhecido e partilhado tudo o que estão realizando.

Meus queridos jovens, feliz festa de Dom Bosco e feliz ano ‘Salesiano’ sob a inspiração de São Francisco de Sales. Bênçãos a todos.

Com verdadeiro afeto e a promessa da minha oração, cumprimento todos vocês,

Roma, 31 de janeiro de 2022.

Ángel Fernández Artime, sdb
Reitor-Mor

Artigos Relacionados