Encerramento do ano da Misericórdia

“Este é o tempo da misericórdia. Cada dia da nossa caminhada é marcado pela presença de Deus, que guia os nossos passos com a força da graça que o Espírito infunde no coração para o plasmar e torná-lo capaz de amar” (Misericórdia e Miséria, 21).

Com estas palavras e muitas outras o Papa Francisco alerta a Igreja para a necessidade de não deixar de viver a misericórdia apesar de se ter encerrado o Ano Extraordinário da Misericórdia. Fê-lo com a Carta Apostólica “Misericórdia e Miséria” que ele escreveu na Solenidade de Cristo Rei, encerramento do Ano Santo.

Agora, diz o Papa Francisco, é tempo de olhar para diante e compreender como se pode continuar, com fidelidade, alegria e entusiasmo, a experimentar a riqueza da misericórdia divina. Entre muitos desafios que esta Carta lança, destaca-se a necessidade de fazer crescer a cultura da misericórdia e o de dar novo rosto às obras da misericórdia. E tudo isto não só porque devemos fazer o bem e preocuparmo-nos com os pobres, mas porque na origem está o amor com que Deus por primeiro nos amou, um amor que é fonte de todo o bem e de toda a nossa caridade.

Pe. João Chaves

Delegado Nacional da Pastoral Juvenil Salesiana

Artigos recentes

Sobre segui-l’O
28 de Novembro, 2022Por
Musicentro do Estoril assinalou os 10 anos de existência
28 de Novembro, 2022Por
Dom Bosco e a música
28 de Novembro, 2022Por
Cartaz do lema do Reitor-Mor para 2023 com ilustração portuguesa
24 de Novembro, 2022Por

JMJ Lisboa 2023
WYD DON BOSCO 23
O MJS já está a caminho da Jornada Mundial da Juventude

Saber mais

Próximos eventos

Não há nenhum item que corresponda aos seus critérios de pesquisa. Por favor, tente novamente com palavras-chave diferentes.

Artigos Relacionados